Tuesday, May 30, 2006

Sobre Música sem Palavras
Por Ramon Goulart – maio de 2006


“As pessoas exigem sempre uma palavra”
Rubem Alves – O quarto do Mistério

Quando li esta frase do Rubem, imediatamente veio em meu pensamento a seguinte afirmação: - é... e a música “gospel”Cristã também!
Em entrevista no programa Balaio, o maravilhoso contrabaixista Enéias Xavier comentou que a música instrumental não é algo comum entre as pessoas cristãs. As pessoas querem músicas com palavras. E nada de palavras difíceis! Palavras comuns, que estão sendo muito bem recebidas, estas sim, devem ser musicadas – não é a toa que temos tantas músicas com palavras e acordes parecidos – (pra aqueles menos entendidos, os acordes são as palavras que constroem sons.

Ainda bem que o salmista Davi não nasceu na nossa época, pois certamente jamais algum salmo seu “emplacaria” nas paradas de sucesso... Imaginem uma música com o salmo 139 inteiro, ou mesmo o 119?

Acontece que com a música, a coisa é diferente. Ela fala sem palavras. Toca sem mãos. Ela é pássaro livre que voa e faz ninho nos ouvidos que entendem a linguagem sem língua. Porque é possível comunicar sem palavras...
Música: língua não dita que a beleza pronuncia e anuncia...

2 Comments:

At 4:46 AM, Blogger Guilherme Carvalho said...

Oi Ramon!

Gostei do texto, cara. De fato, aqui está uma séria questão... Como seria a música cristã "sem palavras"? :p

Gui

 
At 4:49 PM, Blogger TEOLOGIA E ARTE! said...

Que bom que gostaste!
Penso que seria a preocupação primeira com a estética musical. Ela deveria ser rica e espelhar a sua realidade, seu país, estado...

valeu!

 

Post a Comment

<< Home